quinta-feira, janeiro 25, 2007

A juntar assinaturas para a causa

(via gatofedorento.blogspot.com)

"A COMO É QUE ESTÁ O COPY/PASTE?

Gostava imenso que Luís Delgado fosse acometido de um ataque de icterícia. Quem não gostava?, perguntará o leitor. Concedo que a aspiração é vulgar. Mas eu anseio por ver o Luís Delgado com a pele amarela para demonstrar que é essa a única característica que o separa de um boneco dos Simpsons. Investi tempo e trabalho nesta tese, e gostava de a ver confirmada antes de morrer: para mim, Luís Delgado e Waylon Smithers são uma e a mesma pessoa. Luís Delgado é, aliás, um dos meus temas de conversa preferidos. Posso dizer que sou um estudioso do homem e da obra. Se me permitem, quero deixar aqui um subsídio para uma futura biografia que, espero, não tarde. Delgado inaugurou no nosso país uma técnica especial de escrever artigos de opinião que consiste em citar na sua crónica grossos nacos das crónicas de outros, e depois assinar. Vimos como o fez na altura de um arremedo de polémica que travou, no DN, com Prado Coelho. Convido-os agora a verem o que fez na coluna que mantém no Diário Digital. Sob o título “A Clara diz tudo!”, Delgado escreve uma crónica de cinco parágrafos. Um é seu, os outros quatro são de Clara Ferreira Alves. E o que é giro é isto: onde está a crónica da Clara que Delgado cita abundantemente? Noutro site? Num livro? Num jornal que Delgado teme que não tenha sido lido pelos seus leitores? Não. Está também no Diário Digital. O link para a crónica da Clara fica meio centímetro abaixo da de Luís Delgado. Ou seja, o leitor do Diário Digital pode escolher entre a crónica de Clara Ferreira Alves ou o resumo alargado dos melhores trechos da crónica de Clara Ferreira Alves, seleccionados por Delgado. Que luxo. Lanço só uma questão: quanto pagam os jornais (digitais e em papel) pelos best of de Luís Delgado? A como é que está o copy/paste, hoje em dia?
RAP"

6 comentários:

Florença disse...

As acções do copy/paste estão em alta, é um facto :D

Sandrinha disse...

Sim... devem ser pagar a peso de ouro!

tiago disse...

Florenca,
este copy/paste quase que pode ser considerado servico público (só por causa das coisas escrevo o "c" original do teclado só para não fazer copy/paste do "c com cedilha" português)

catarina disse...

LOL! confessa que te sentiste a pessoa mais feliz do mundo quando leste este texto...:D é... a empatia tem destas coisas:)

tiago disse...

Sentiiiiiiiiiiiiiii :)

fogacho disse...

H-I-L-A-R-I-A-N-T-E!!!!