quinta-feira, novembro 16, 2006

Chewie, o Wookie




Estreei-me no cinema com o Bambi. Não me lembro quem me levou, mas acho que chorei...
Já mais tarde, homem de barba rija e a poucos meses dos 7 anos, fui com o meu primo mais velho ver o "Star Wars". Saímos de casa e passados 43 segundos estávamos a entrar na clássica (não velha, atencão!!) Academia Almadense. Ambos "vivíamos" no prédio do cinema, mas como ele se encostava pelo terceiro andar não fomos tão rápidos nesse dia...
Nunca fui grande fã de ficção científica mas na década de 80 aquelas espadas a laser faziam furor. Além do mais, aquele barulho "uoomm, uooom" de cada vez que as ligavam, preenchia o meu imaginário. Hoje em dia já não consigo achar tanta piada...mas tudo tem o seu tempo.
Quando o George Lucas precisou de renovar os azulejos da mansão de Beverly Hills inventou aquela história de mais 3 argumentos que tinha escrito há 20 anos e que esses sim, eram o início da história e troca o passo...fiquei com a sensação de "fazer render o peixe" e a história deixou o imaginário infantil onde alegremente a tinha colocado. O Hugo bem me tentou explicar aquelas trocas todas do Império, mas já não sabe ao mesmo e as espadas também não fazem "uoommmm,uoommm".
Foi no entanto nesta saga que conheci o mais mítico personagem da história do cinema: o Chewbacca.
Chewie para os amigos e Chibáca para os portugueses em geral.
Quando saímos do cinema, deixei o meu primo entretido com a namorada daquela semana e fui reflectir sobre este assunto:
"O que levará um gajo a vestir um fato de macaco e reduzir todas as suas falas a um original: Uóóóóóóóóóóó ????"
Pensei, pensei, pensei e não consegui perceber o que motivava um "actor" a perdurar na história da 7a arte como o-único-gajo-no-mundo-que-não-estando-num-filme-do-Manoel-de-Oliveira-tinha-menos-deixas-que-Conan-o-bárbaro.
Essa era a meu ver a única vantagem da cara dele estar tapada. No entanto gostava também de ver quem estava por baixo daquele fato de macaco e emitia tais grunhidos.
Concluí, enquanto comia o saudoso super-maxi, que quando tivesse 18 anos ia perceber tudo (para qualquer coisa da vida a minha avó dizia sempre: quando tiveres 18 anos vais perceber! Eu até achava que no dia em que fizesse 18 anos uma enciclopédia me cairía na cabeça em forma de raio ou um velhinho de barba branca, sandálias e cajado na mão me mostraria um livro tamanho-repartição-pública-daqueles-que-se-viram-as-folhas-com-os-dois-braços cheio de respostas).
Nada disso aconteceu. Mas apareceu a internet. Não é tão filosófico como o velhinho, mas ajuda e não tem aquele cheiro esquisito.
A luz chegou (em forma de wikipedia) e com ela a verdade, que limpou a imagem que construíra do camarada Chibáca.
Ao contrário do que eu ignorantemente pensara, esta personagem não se resumia a um macaco de pêlo longo que olhava para o céu enquanto dizia "uoóóóóóóóóó"!!!
Chewbacca é um Wookiee (não um macaco), filho de Attichitcuk, marido de Mallatobuck e pai de Lumpawarrump. Não está no registo oficial, mas eu arriscaria que também é irmão do DodaShikaverana.
É sofisticado (o que se nota no sotaque que coloca no fim do uóóóóóóóó) e leal (também não me parece que faça amizades com facilidade).
Percebe "Basic" a linguagem da galáxia mas não a consegue falar devido à sua estrutura vocal. Usa por isso a sua lingua mãe, o Shyriiwook (afinal não é Uóóóóóóóóó).
Tendo em conta a riqueza da mesma, quase que jurava que qualquer um de nós a podia acrescentar no CV e quem sabe concorrer a um tacho na terra dos JEDI.
Segundo a descrição da wikipedia, Chewie tem em si um pouco de urso e camelo (não bastava a voz), o que só lhe fica bem.
Agora estou a imaginar a cara do gajo (Peter Mayhew) que "interpretou" este papel depois de ler o argumento:
"George!!Epá George!! Não me lixes pá!!"
"Que foi Peter?"
"O meu personagem é um macaco de pêlo longo George!!!"
"Um Wookie Peter, é um Wookie"
"Wookie?? Mas todas as deixas são grunhidos George!!!'Tás-me a queimar pá!!!"
"Shyriiwookiano Peter, é Shyriiwookiano...uma das linguas da galáxia"
"Não é uóóóóóóó George???"
"Não Peter....é algo sofisticadíssimo!!Vais ser um sucesso!! E abraças o Harrison Ford na nave várias vezes!!"
"Bom, se é assim.....UÓÓÓÓÓÓÓÓ!!!!!!"

10 comentários:

Sandrinha disse...

Foi o papel da vida dele!!
Não há duvidas!

Hugo disse...

Nem acredito!... Era mesmo um homem mascarado... Snif... Buahhhh!!! ;(((

provavelmente talisca disse...

Depois de ler isto já não me apeetece dar parabéns EM LETRA GRANDE por causa do Depois de Ler Isto...

Tiago Franco disse...

Provavelmente talisca:
confesso que fiquei confuso.
Mas filosofar também é uma forma de arte.

Tiago Franco disse...

talisca:
já não estou confuso...li entretanto o teu comentário no Saddam. Ainda bem que já não me queres bater...fico contente e depois era uma chatice porque está frio, ainda nos podíamos aleijar nos ossos.
Em todo o caso, fica a dica: existem pelo menos mais 13842834628 blogs...de certo encontrarás uns quantos que não apelem tanto a esse teu lado mais violento. Se não encontrares, volta sempre...amanhã estou a pensar escrever sobre o Abominável Homem das Neves e a sua aventura na Damaia.

Rosa disse...

Eu sou fã. Da Guerra das Estrelas, do Chewie, do uoommmm,uoommm dos feixes de luz, do Super-Maxi, e tudo e tudo!
Aliás, o Shyriiwook é a minha segunda língua...

Anónimo disse...

também vi os meus primeiros filmes na mítica academia almadense...

as vezes ainda lá vou para matar saudades...

beijo

T

provavelmente talisca disse...

Epá! Pronto.
Percebi a tua (in)direta.
O humor é uma coisa refinada.
Eu provavelmente sou um pedragulho e não consigo ser claro no meu humor.

Deixo-me portanto disso e vou passear para outros blogs.

Et disse...

Tudo o que falas para mim é chinés, ou neste caso, tudo se resume a "uóóóóóóó" :)
Nunca vi Star Wars, nem quando era miúda. Não gosto de ficção cietífica e ponto.
Mas de super maxi... isso percebo eu - hehehe Super Maxi, Perna de Pau (que era e continua a ser o gelado preferido), Epá... :):) hummmm só boas recordações!!

Semolina disse...

Cheguei há pouco da exposição "Star Wars". Muito bom mesmo. É o paraíso para quem venera aquilo. E quando se chega à sala onde está "o" Darth Vader destacado é de facto dos "highest moments".
Tudo isto para dizer que vi lá dois Wookies :)